terça-feira, 28 de setembro de 2010

Parque da Liberdade (Cidade da Criança)

 Localização: Ruas General Bezerril, Pedro I, Pedro Pereira e Avenida Visconde do Rio Branco.
Área: 26.717,00 m²
no centro do Parque está a ilha do amor, onde se encontra um pequeno templo circular dedicado a Cupido, o mitológico deus do Amor. 




 A escultura do indio é obra do artista (pintor e escultor) Euclides Fonseca. É feita de cimento pintado, imitando bronze 






 O armazenamento de água de alguns parques e praças de Fortaleza eram feitos em tanques de ferro fundido, como esse que se encontra no parque da Liberdade, construído pela empresa Hopkins Causer & Hopkins 



Inaugurado em 13 de maio de 1890, o novo logradouro resultou da urbanização da Lagoa do Garrote, na administração estadual do coronel Luis Antonio Ferraz (1889-1891). 
 A lagoa recebia água de alguns riachos, inclusive do que vinha da lagoa existente na Praça da Lagoinha (Praça Capistrano de Abreu) e sangrava para o riacho Pajeú.
Foi denominado Parque da Liberdade em alusão a abolição da escravatura e depois, Parque da Independência, em 1922, no Centenário da Independência do Brasil, quando recebeu em sua entrada principal a grande estátua do índio, representando o Brasil quebrando os grilhões que o prendiam a Portugal.
Em 1923 passou por reformas e a antiga Lagoa do Garrote, que servia de repasto e descanso dos animais, ganhou discreta amurada, assumindo feições de lago artificial. Passou a ser chamado popularmente de Cidade da Criança em 1937, quando ali se instalou uma escola com esse nome, dirigido pela professora Alba Frota.
Em 1948, na gestão do prefeito Acrisio Moreira da Rocha (1948-1951), foi publicada uma lei mudando novamente o nome do Parque da Independência para Parque da Liberdade, restaurando assim, o antigo nome.
De  maio de 1954 a 1° de junho de 1976, funcionou  no local o Jardim Zoológico de Fortaleza, de propriedade do professor Onélio Porto.
Tombamento Municipal de 1991.

pesquisa:
Revista Fortaleza n° 10 
Cronologia Ilustrada de Fortaleza, de Miguel Ângelo de Azevedo (NIREZ)

10 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Parque da minha infância e adolescência: na 1ª fase, brinquei, na 2ª namorei.....isso, qnd Fortaleza ERA BELA!!!!!

De qualquer maneira, é sempre prazeroso ver a Cidade da Criança,pela ideia de liberdade que nos traz, pela sua amplidão em pleno centro da cidade.

Fatima Garcia disse...

pena que é tão mal cuidado. Saí procurando ângulos pra não aparecerem os vasos quebrados, o lixo acumulado e o exército de desocupados dormindo nos bancos.
Fortaleza merece coisa melhor do que isso que está ai.

graça disse...

Desde que me entendi por gente que escuto falar em cidade da criança e mais tarde tive o prazer de conhecer:que lugar bonito que era.Hoje podemos ainda perceber parte de sua beleza original,pena que tão mal cuidado,parece a vocação de Fortaleza ser a indiferença dos seus gestores na sua preservação .

Lúcia disse...

Vamos ELEGER, daqui a 2 anos, um Prefeito que seja paisagista, ambientalista, enfim, que AME a natureza e, principalmente, FORTALEZA para,realmente, torná-la BELA........

Fatima Garcia disse...

aí é que está a dificuldade, esses politiqueiros profissionais não amam a cidade, nada sabem de administração pública, nem estão preocupados com o destino da cidade. Querem dinheiro p/eles, cargos p/amigos e poder p/corromper os corruptos e venais. Cambada de vigaristas.

Anônimo disse...

não é é mais belo como antes.

Fátima Garcia disse...

concordo com você anônimo, o parque já foi mais bonito.

Rômulo Mendes disse...

Fátima Garcia para prefeita!

Rômulo Mendes disse...

Fátima Garcia para prefeita!

Anônimo disse...

Frequento o parque das crianças semanalmente, junto a varios de meus amigos, todos os sábados estamos lá praticando nossa arte e atividade física, mas sempre nos deparamos com o banheiro público que se tornou o anfiteatro, a parte que mais usamos. O cheiro e a vista é insuportável. Queremos fazer algo a respeito. O parque esta abandonado, interromperam as reformas, a limpeza e etc. Temos vários projetos em mente e um deles é fazer um parquinho com obstáculos bem simples para as crianças e jovens que praticam atividades físicas puderem se desenvolverem; a plantação de plantas frutífera, como por ex, pés de acerola, manga, caju e etc. Nos plantamos um pé de manga, e em 2 anos esta dando seus primeiros frutos, que qualquer um poderá colher.. Eu quero saber como funciona lá dentro, quem é responsável pela limpeza e a manutenção daquele lugar, se é público ou privado, e com quem devo falar para apresentar idéias e buscar soluções..