segunda-feira, 6 de setembro de 2010

A Portaria do Excelsior Hotel

O "arranha-céu" Excelsior Hotel na Rua Guilherme Rocha esquina com Major Facundo, em cartão postal distribuido na inauguração (Arquivo NIREZ)

Considerado o primeiro arranha-céu de Fortaleza, o Excelsior Hotel foi inaugurado no último dia do ano de 1931, na Praça do Ferreira, numa iniciativa de Plácido de Carvalho. Na solenidade de inauguração discursaram o Dr. Eduardo Girão e o capitão Roberto Carneiro de Mendonça, Interventor Federal.
O hotel foi erguido na Rua Guilherme Rocha n° 172, esquina com a Rua Major Facundo, no local onde foi o sobrado do Comendador Machado, onde funcionou o Hotel Central e o Café Riche.
O sobrado foi construído pelo Comendador Machado em 1825, sob a supervisão do engenheiro e coronel Conrad Jacob de Niemeyer.
O comerciante Plácido Castelo comprou o prédio e mandou demolir em 1927, para construir o primeiro “arranha-céu” de Fortaleza. O administrador das obras foi o engenheiro Natale Rossi e o construtor foi Lucas de Oliveira.




A decoração interna foi feita por Pierina Rossi – à época esposa de Plácido de Carvalho – utilizando materiais importados da Europa





Por muitos anos o Excelsior foi um dos principais hotéis de Fortaleza, até que começou a ser fechado temporariamente enquanto passava por várias reformas. Depois foi fechado e encerrou suas atividades hoteleiras, ficando com um único morador, seu proprietário o arquiteto Emilio Hinko.




O antigo elevador é uma verdadeira obra de arte. Atualmente o edifício pertence a uma Empresa de Engenharia, que manteve sua entrada original, a mesma portaria que serviu ao hotel, todos os lustres, o elevador, as portas de ferro, os espelhos e as escadarias que encantaram os hóspedes nas décadas de 1930 a 1960.


Ao longo dos anos o Hotel Excelsior recebeu personalidades do meio artístico, político, empresarial e turístico. Entrou em declínio quando a cidade iniciou sua expansão rumo ao leste, e o centro da cidade deixou de ser atrativo para instalação de novos empreendimentos. No dia 1° de outubro de 1964, após 33 anos de funcionamento, o Excelsior cerrou suas portas de modo definitivo.
O edificio fica na Rua Guilherme Rocha n° 172, centro de Fortaleza.

fonte:
AZEVEDO, Miguel Ângelo de (NIREZ). Cronologia Ilustrada de Fortaleza: roteiro para um turismo histórico e cultural. Fortaleza: Banco do Nordeste, 2001.

11 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom o post sobre o Excelsior Hotel. Gostei bastante das fotos demonstrando a preservação da portaria. Só não gostei de uma coisa: Como é que eu vou copiar, agora que vc bloqueou tudo????
Que será de mim sem poder usar o velho ctrl C / ctrl V?
brincadeirinha....parabéns pelo blog!

Lucilene disse...

que lindo o excelsior!!!!era um cartao postal...Chic demais!!!Cheguei ate usar esse nome em uma equipe no liceu, rsrsrsr.A portaria é realmente digna de ser preservada.

Anônimo disse...

Realmente um belo exemplo de conservação e bom gosto.Gostei das fotos também.

Lúcia Paiva disse...

AH,amada Fortaleza,se a PRESERVAÃO do BELO fosse uma constante por estas plagas!!!!!

Fátima, que belezura este "post'!!!
Vê se encontra mais desses BONS SENSOS!!!!!!MARAVILHA!!!!!

Parabéns!!!!!

Lúcia Paiva disse...

doroFaltou o "CEDILHA", foi a emoção de ver tanta LINDEZA..rsrsrs...
PRESERVAÇÃO, é "avis rara"!!!!

Anônimo disse...

lindas fotos, nem desconfiava que ainda tivesse umn lugar assim em plena guilherme rocha

raquel disse...

sinceramente esse hotel me dá medo
rs rs rs

Anônimo disse...

é e agora será transformado em mais uma faculdade de esquina, dalhe capitalismo...!

Anônimo disse...

Acerca do American Bar e da boate Subindo ao Céu, há algum registro fotográfico?
E do restaurante?!

Obrigada

Anônimo disse...

NA COPA O SIRIGADO TINHA UM RESTAURANTE LA E FECHO AGORA EH O PAIDEGUA
SÓ Q NUM EH C SELFSEVICE EH C GARÇOM
O PAI DE AMIGO TRABALHOU LÁ E Q O BAR ERA EMBAIXO NO RESTAURANTE

Anônimo disse...

Sempre que vou em Fortaleza no centro gosto de passar em frente dele
ele é muito lindo e chic!!
Quem sabe dizer se ta aberto pra visitação?