domingo, 22 de agosto de 2010

Praça General Tibúrcio (Praça dos Leões)

A origem da praça remonta aos idos de 1847, quando grandes chuvas causaram escavações no Largo do Palácio e o Presidente Inácio Correa de Vasconcelos (1844-1847), mandou fazer uma enorme muralha para sustentar o aterro.

Junto com a muralha foram levantados pilares, gradis de ferro e feitas escadarias para acesso à Rua de Baixo. Nascia assim a futura Praça General Tibúrcio, que foi Largo do Palácio, Pátio do Palácio, Praça do Palácio e hoje é mais conhecida da população como Praça dos Leões.
Uma Resolução da Câmara de 02 de fevereiro de 1887 deu a então Praça do Palácio o nome de Praça General Tibúrcio, herói da Guerra do Paraguai, que falecera naquele ano.
A estátua em homenagem ao General Tibúrcio foi erigida em 08 de abril de 1888, sendo esta a primeira estátua de Fortaleza. 

Em 11 de agosto de 1952, os restos mortais do general Antonio Tibúrcio Ferreira de Sousa, foram transferidos do Cemitério São João Batista para a cripta construída no pedestal de sua estátua
A estátua é de bronze e tem dois metros de altura. Foi fundida nas oficinas de Thiebaut Fréres. Está assentada em um pedestal de granito, de 2,50m, esculpido em Fortaleza pelo artista Frederico Skinner
Em fevereiro de 1892, uma revolta dos alunos do Colégio Militar contra o Presidente do Estado Clarindo de Queirós (1891-1892), ocupou a praça e iniciou um bombardeio contra o Palácio da Luz. Um tiro acertou a estátua que caiu de pé. Nesse embate o presidente terminou deposto. A estátua voltou ao seu lugar no ano seguinte.

Depois da deposição do Governo Acioly, em 1912, Ildefonso Albano, novo intendente municipal, promoveu uma dispendiosa e demorada reforma da praça.
Devido a sua localização, na vizinhança do Palácio do Governo, o novo intendente se indignava com o fato dela ter sido transformada em depósito de materiais e de pastagens para animais.
O projeto exigiu a desapropriação de várias casas em redor da praça, formando o atual quadrilátero.



O ajardinamento obedeceu ao estilo romântico ou jardim Inglês, com caminhos e canteiros sinuosos. O jardineiro vindo do Rio de janeiro, organizou o plantio de árvores nobres, como jacarandás, casuarinas, araucárias, palmeiras, além de flores e plantas ornamentais.
A reforma incluiu ainda a retirada do velho gradil de ferro, substituindo-o por uma balaustrada artística, encimada por combustores, jarros bronzeados e as estátuas dos leões, verdadeiras obras de arte.
 
A remodelação se completava com um coreto, bancos importados e 49 novos combustores, que tornaram a Praça General Tibúrcio, a mais bem iluminada da capital.
os leões vieram de Paris, no início do Século XX na reforma promovida pelo Intendente Ildefonso Albano

O principal ponto de referência da praça é a estátua da famosa escritora Rachel de Queiroz, cujos óculos já foram roubados inúmeras vezes.
No entorno da praça ficam o Museu do Ceará e a Academia Cearense de Letras.
Mas a vizinhança ilustre não garante a segurança nem a limpeza da praça, frequentada por ladrões, mendigos drogados além de prostitutas.
O mau cheiro é insuportável, mais parece um imenso banheiro a céu aberto, principalmente nas imediações da estátua e no coreto.
Apesar da presença de dois policiais que fazem a ronda no local, os assaltos são constantes, acontecem a qualquer hora do dia e à vista de todos.
Fica entre as Ruas Visconde de Saboia, General Bezerril e Conde D´Eu, no centro de Fortaleza.
A Praça General Tibúrcio (Praça dos Leões), foi tombada pelo Estado em 1991.

pesquisa:
AZEVEDO, Miguel Ângelo (NIREZ). Cronologia Ilustrada de Fortaleza: roteiro para um turismo histórico e cultural. Fortaleza: Banco do Nordeste, 2001.
PONTE, Sebastião Rogério. Fortaleza Belle Epoque: reformas urbanas e controle social (1860-1930). Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 1999 208 p.

14 comentários:

Lúcia disse...

Uma BELEZA, esta postagem!!!!!
A praça é linda, dá medo passar
por aí.....mas, de vez en quando me arrisco.
È lamentável o descaso da Prefeitura!!!!!
DEZ, pro Idelfonso Albano!
DEZ, pra Fátima Garcia!
ZEROOOOOO, pra Prefeita!!!!

Boa semana, Fátima!

Lúcia disse...

Uma BELEZA, esta postagem!!!!!
A praça é linda, dá medo passar
por aí.....mas, de vez en quando me arrisco.
È lamentável o descaso da Prefeitura!!!!!
DEZ, pro Idelfonso Albano!
DEZ, pra Fátima Garcia!
ZEROOOOOO, pra Prefeita!!!!

Boa semana, Fátima!

Fátima Garcia disse...

o que eu acho mais degradante, mais constrangedor é o mau cheiro que exala do lugar. Essa prefeita com essa administração chinfrim, devia pedir demissão em bloco, ela e sua curriola, assumir que são incompetentes para governar uma cidade do porte de Fortaleza. Uma lugar público, no centro da cidade,de frente p/um templo histórico, naquela situação vexatória, diz muito do abandono em que se encontra a cidade.

joana souza disse...

também tenho medo de passar por ali, já tentaram me assaltar uma vez e em outra ocasião, um homem mal encarado me seguiu por dois quarteirões até eu achar um guarda.
O que é uma pena porque a praça é bonita sim.

Fatima Garcia disse...

o policiamento é falho, tinha que haver mais segurança alim o local é repleto de desocupados, que ficam importunando (ou coisa pior) as pessoas que transitam por ali em direção a Igreja do Rosário ou ao ponto de ônibus que fica em frente.

Eugenia disse...

Só faltou mencionar que, a Feira de Troca de Livros que ali funcionava - que em princípio era uma iniciativa louvável - acabou se tornando um território dos vendedores de livros usados, que fazem abordagens tipo "É livro, dona Maria?"...
Seja lá o que vc for fazer por ali, não importa quantas vezes vc passe, a pergunta será sempre a mesma e ainda com o cuidado de se colocar na sua frente, impedindo a passagem. Realmente assustador.

Lucilene disse...

pois é amigas! uma pena esta praça está assim...faz mtos anos que ñ passo ai, pq qdo vou a fortaleza nunca passo por lá.Que pena que a prefeita ñ enxergue td isso que vcs falaram....bjos pra vc fatima!

Anônimo disse...

gostaria de saber porque da estatua da raquel de queiroz no banco da praça,e a respeito da praça deveria ser mais valorizada,pois é um pratrimonio publico,cadê nossa prefeitura que não agi,valeuuuu....

Fátima Garcia disse...

olá anônimo
não sei qual a ligação entre Rachel de Queiros e a Praça general Tibúrcio, talvez seja só pela proximidade da Academia Cearense de Letras que funciona no antigo Palácio da Luz. Quanto ao abandono do local, é a marca registrada dessa pífia administração municipal.

Sex and the Fortaleza City :] disse...

Olá,
Muito bom o blog, porém a pobre prefeita não tem nada a ver com a sujeira do local; pois, não sei se vc sabe, quem faz a sujeira do local é a própria (a mesma q coloca culpa de tudo no Governo).

O que a prefeitura poderia promover é uma campanha de preservação do meio ambiente ou a instalação de banheiros públicos.

Fátima Garcia disse...

se a prefeita fizer isso que voce está sugerindo, já não melhorava o aspecto da praça? e que tal, fazer a limpeza da praça regularmente e mandar a Guarda Municipal fazer a fiscalização do local? Veja um dos objetivos da criação da Guarda Municipal de Fortaleza:
Tem como responsabilidade a proteção do patrimônio público ecológico, cultural, arquitetônico e ambiental do município adotando como estratégias as medidas educativas e preventivas.
Por que não faz isso?
abs

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Celso disse...

Observando as estátuas dos animais percebemos que eles têm os sexos trocados. Por quê?

Fátima Garcia disse...

Nunca encontrei uma explicação a respeito, Celso. Apesar de ser um erro grosseiro, acho que não corrigiram para não danificar as estátuas que são muito antigas.