quinta-feira, 5 de agosto de 2010

A Antiga Igreja do Sagrado Coração de Jesus


A Igreja do Coração de Jesus ficou conhecida como a Igreja dos Albanos. Foi construida no Morro do Pecado, onde existia uma capela dedicada a Nossa Senhora das Dores, em 1848.
(Arquivo NIREZ)

A Igreja foi construída pelo Barão de Aratanha, a pedido da baronesa, para seu filho Frei Xisto Albano, um frade da ordem dos capuchinhos, que mais tarde se tornou bispo.
Na década de 1950, para poder abrigar um conjunto de sinos que compunha um carrilhão, a torre-agulha original foi demolida, e no seu lugar for erguida uma imensa torre quadrada.
No começo de tarde do dia 15 de março de 1957, por volta de 13 horas, a torre da igreja, e o grande relógio desapareceram numa nuvem de poeira, seguida de um grande estrondo.
As bases da torre primitiva não resistiram às toneladas de concreto e a nova construção desabou sobre o corpo do templo. 
O templo desabou no dia 15 de março de 1957
(arquivo NIREZ)
Logo a noticia do desabamento se espalhou levada pelas edições extraordinárias do noticiário radiofônico e pelo jornal O Povo, o primeiro a documentar a tragédia. E uma grande multidão foi-se formando em torno da Praça do Coração de Jesus.
Vinha gente de todas as partes, de todos os bairros, todos queriam ver de perto o desmoronamento, porque temiam pela possível ocorrência de vitimas fatais, o que por sorte, não aconteceu.
Após o impacto da noticia, o então governador Paulo Sarasate acompanhado da primeira dama, dona Albanisa Sarasate, compareceram à Praça do Coração de Jesus, solidarizando-se com o povo de Fortaleza.
E já no dia 17 de março, dois dias após o fato, foi lançada uma campanha para a construção de um novo templo, iniciada com uma missa campal, celebrada sobre os escombros, com grande acompanhamento de fiéis.
A campanha só terminou com a inauguração oficial da nova igreja do Sagrado Coração de Jesus, no dia 26 de novembro de 1961.

O novo templo no mesmo local da antiga e singela igreja
(Arquivo NIREZ)

pesquisa:
FONTES, Eduardo. As Pouco Lembradas Igrejas Fortaleza: subsídio à história dos templos católicos de Fortaleza. Fortaleza: Secretaria de Cultura e Desporto, 1983.

6 comentários:

Lúcia disse...

Morava aí pertinho, a dois quarteirões, na Rua Barão de Aratanha, 232. Fiz minha 1ª Comunhão e o Crisma, na Igreja(a antiga) do Sagrado Coração de Jesús.
Meu pai assistiu, ao desmoronamento da igreja, em 1957. Ele se encontrava no Pr´`edio Vicentino, que ainda existe, na rua Jaime Benévolo, ao lado do Coração se Jesús.

Era realmente singela, a 1ª igreja.
Para os paroquianos, foi uma tragédia a sua queda.
A nova igreja é feia, por dentro e por fora. "Coisas nossas"!!!

Boa matéria, Fátima!

Fátima Garcia disse...

várias pessoas que estavam em prédios ao redor do templo, assistiram ao desabamento da torre da igreja. Foi um trauma para o mundo católico.

Fátima Maia disse...

Minha mãe um morava num "sobrado " na rua Assunção, de onde da janela se via a igreja.Quando ela ouvio o estrondo, olhou pela janela e não viu mais a igreja.Ela sempre me contava esta história, pois eu só nasci 2 anos depois deste episódio e em 1961 fomos morar na Av.Visconde do Rio Branco,atras do TRE, bem do lado da Igreja.Lá assistiamos as missas semanais, lá fiz minha 1ª comunhão, estudei em frente na cidade da criança, na Escola Alba Frota!Estou aqui muito emocionada, pois não conhecia a antiga igreja e nunca tinha visto foto nenhuma do dia do desmoronamento.Parabéns Fátima pela matéria.

Fátima Garcia disse...

Tem uma outra foto tirada depois do desmoronamento da Igreja do Coração de Jesus, numa postagem de 04 de abril de 2010 com titulo de Aba Film. As fotos são do arquivo Nirez.
abs

gregorio disse...

UAU!!
Estou matando a saudade.
Fiz minha primeira comunhão nessa igreja. Tive um professor, padre, que pintou alguns quadros, não sei se ainda estão na igreja. E o Sr. Otacilio, que era pai do Nirez, era nosso vizinho na Jaime.
UAU mais uma vez.
Aqui no RJ voltando as origens no CE.
É bom fazer esse resgate.
Gregório

Fátima Garcia disse...

Olá Gregório, é sempre bom a gente rever lugares de nossos afetos e matar saudades, acho que os lugares também sentem falta da gente.
volte quando quiser, sempre temos boas imagens de Fortaleza aqui no blog.
abs