sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Aldemir Martins


Aldemir Martins nasceu em Ingazeiras, Ceará, no dia 8 de novembro de 1922. 
Ainda menino, transfere-se com a família para Vila Guaiúba, município de Pacatuba. Aos 11 anos é matriculado no Colégio Militar de Fortaleza, onde se tornou monitor de desenho de sua classe. Permaneceu no Colégio Militar por cinco anos, sendo mais tarde, transferido para o Ateneu São José.
No início dos anos 40, Aldemir Martins cria, juntamente com Mário Barata, Barbosa Leite, Antonio Bandeira, e outros, o Grupo Artys e a SCAP - Sociedade Cearense de Artistas Plásticos, responsáveis pela renovação do ambiente artístico cearense. Em 1942 expõe pela primeira vez, no II Salão de Pintura do Ceará.
Faz ilustrações para os jornais O Unitário, O Correio do Ceará e O Estado e para livros de intelectuais cearenses. 
Aldemir transfere-se em 1945, para o Rio de Janeiro, onde participa de uma coletiva na Galeria Askanasi e do Salão Nacional de Belas Artes.
Um ano depois está em São Paulo onde realiza sua primeira individual, na seção paulista do Instituto dos Arquitetos do Brasil. Em 1947 foi convidado a participar da exposição 19 Pintores, que marca a emergência de uma nova geração de artistas brasileiros. 
A partir daí Aldemir Martins participou  ativamente do movimento artístico brasileiro.
Concorreu aos principais salões de arte do país, recebendo numerosos prêmios entre os quais o Prêmio Viagem ao Exterior do Salão Nacional de Arte Moderna (1954).
Participou ainda de outras mostras competitivas como a Bienal de São Paulo e a Bienal de Veneza. Na I Bienal de São Paulo recebe o Prêmio de desenho Olívia Guedes Penteado e na II, o prêmio Nadir Figueiredo
Em 1956, Aldemir Martins conquista a láurea mais importante de sua carreira: O Prêmio Internacional de Desenho da Bienal de Veneza, que o consagra definitivamente.
Em 1982 lhe foi contemplado com o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Ceará. 
Em 1985 a MWM lançou o livro Aldemir Martins Linha, Cor e Forma e, em 1990, a Best Seller editou o volume Desenhos de Roma, que reúne trabalhos realizados por Aldemir Martins quando esteve na capital italiana.
Sua técnica passeia por várias formas de expressão, compreendendo a pintura, gravura, desenho, cerâmica e escultura em diferentes suportes. 
Aldemir Martins não recusa a inovação e não limita sua obra, surpreendendo pela constante experimentação: o artista trabalhou com os mais diferentes tipos de superfície, de pequenas madeiras para caixas de charuto, papéis de carta, cartões, telas de linho, de juta e tecidos variados.
Nos seus desenhos de cangaceiros, nos peixes, galos, cavalos, nas paisagens, frutas e até na sua série de gatos, transparece uma brasilidade sem culpa que extrapola o eixo temático e alcança as cores, as luzes, os traços e telas de uma cultura.
Desenhos e pinturas de sua autoria foram reproduzidos em numerosos produtos industriais tais como pratos, bandejas, xícaras, tecidos, embalagens e na abertura das telenovelas, "Terras do Sem Fim" e "Gabriela, Cravo e Canela", de Jorge Amado.  
Por isso mesmo, Aldemir é sem dúvida um dos artistas mais conhecidos e mais próximos do seu povo, transitando entre o meio artístico e o leigo e quebrando barreiras que não podem mesmo limitar um artista que é a própria expressão de uma coletividade
Ao longo de sua carreira, o artista participou de mais de 150 exposições coletivas e individuais no Brasil e no exterior.
Aldemir Martins faleceu em fevereiro de 2006 em São Paulo, onde residia. 


Fonte:

6 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Acho tudo, do Aldemir Martins, muito bom. Os GATOS, então!!!!!
Fiz um lindo álbum, só de gatinhos, que dediquei à minha nora, no orkut.

A história de vida dele, também é linda, muito rica!

Temos que ter orgulho desse artista!

Bom dia, Fátima, adorei!

gabriele disse...

acho mt bom o trabalho dele,estou fazendo uma pesquisa escolar e me surpreendi com os dezenho e a historia de vida dele,amei os seus dezenhos principalmente de gatos,e continui assim parabens . :)

Fátima Garcia disse...

Olá Gabriele
Aldemir Martins é um grande nome das artes em todas as esferas. Tudo que precisa é de mais divulgação. obg por visitar o blog

Graziane Dionízio disse...

Olá sou professora e vamos estudar a vida e a obra do artista Aldemir Martins gostaria muito de receber material sobre o artista e informações sobre suas obras desde já obrigada .

Graziane Dionízio disse...

Sou professora e vamos realizar um trabalho sobre a obra e a vida de Aldemir Martins, adoraria receber informações sobre as obras desde já obrigada.

Fátima Garcia disse...

Oi Graziane,
o Museu de Arte da UFC tem uma exposição permanente das obras de Aldemir Martins, e muitas informações sobre o artista.
fica na Avenida da universidade, esquina com 13 de maio, Benfica.