quinta-feira, 3 de maio de 2012

Os Símbolos da Cidade de Fortaleza

São símbolos oficiais do Município de Fortaleza:  o Brasão, a Bandeira, e o Hino, além de outros estabelecidos em lei representativos de sua cultura e história. Os símbolos municipais mantêm uma ligação próxima com nomes referenciais da terra.

Brasão


O brasão foi projetado por Tristão de Alencar Araripe e é utilizado em documentos oficiais da prefeitura e do poder legislativo da cidade, bem como na ornamentação e na composição de prédios públicos da cidade. O brasão figura também na bandeira de Fortaleza.
É de 1958 a oficialização  do brasão adotado pela cidade de Fortaleza, através da Lei municipal n 1316, de 11 de novembro daquele ano,  que enunciava: A partir de projeto de lei do vereador Agamenon Frota Leitão, o prefeito Acrísio Moreira da Rocha aprovou a Lei que definia para o brasão de Fortaleza as seguintes características heráldicas: campo azul (português), a coroa mural de ouro, um castelo de ouro sobre ondas ao natural. Divisa:  Fortitudine, de sable (cor preta) em listel de prata (branco) enramados em dois galhos, um de fumo e outro de algodão, ambos em flor e ao natural.

Bandeira


A Bandeira de Fortaleza foi idealizada por Isaac Correia do Amaral e adotada em 11 de novembro de 1958. Seu desenho consiste em um retângulo de proporção largura-comprimento de 7:10, sendo composta de um campo branco sobreposta por uma Cruz de Santo André em azul. O azul é da mesma tonalidade  da bandeira nacional, bem como as proporções do pavilhão. No centro encontra-se o brasão municipal, projetado por Tristão de Alencar Araripe.
 As medidas devem sempre seguir a proporção de 20 por 14 módulos. As faixas azuis em diagonais terão largura de dois módulos e meio formando ângulos retos nas extremidades da bandeira de lado igual a um módulo e oito décimos, aproximadamente. No centro, as dimensões do brasão são: seis módulos e meio de largura máxima e sete módulos de altura máxima.
Os usos assim como as dimensões são regidos pela Lei n° 1.316 de 11 de novembro de 1958. O hasteamento da bandeira é obrigatório durante expediente e feriados no Paço Municipal,  nos edifícios da Câmara Municipal, autarquias do município e no Tribunal de Contas da Prefeitura.

O Hino


O hino de Fortaleza foi oficializado em 31 de maio de 1958, pela lei 1269. São autores do hino o professor Antônio Gondim que compôs a música, eo escritor Gustavo Barroso, autor da letra.
O hino foi executado e cantado pela primeira vez na noite de 16 de novembro de 1957, no Teatro José de Alencar, encerrando a semana de comemorações do centenário do romance "O Guarani". A ata da reunião realizada no Instituto do Ceará logo após as festividades, a 20 de novembro de 1957, registrou a gênese do hino: alguns meses antes, o escritor Manuel Albano Amora havia solicitado a Gustavo Barroso, residente no Rio de Janeiro, que escrevesse a letra para o hino da capital.
Sem demora, Barroso enviou três vias de um poema,  recomendando que a primeira via fosse entregue ao musicólogo Antônio Gondim, que escrevera a música, a segunda à Academia Cearense de Letras, e a última ao Instituto do Ceará, para a devida oficialização. Gustavo Barroso faleceu a 3 de dezembro de 1959. A música do hino, criada na forma de um arranjo para piano, veio a receber um arranjo para bandas somente em 1963, tarefa que coube ao maestro Manoel Ferreira.

Fonte
Wikipédia
Prefeitura de Fortaleza

Nenhum comentário: