terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

A Iluminação Pública de Fortaleza

prédio da Santa Casa com o gasômetro ao fundo (arquivo Nirez)

Fortaleza começou a ser iluminada com gás hidrogenado a partir de 17 de setembro de 1867, tendo sido feita a primeira experiência no dia 7 do mesmo mês pela iluminação parcial da cidade e de alguns edifícios, entre os quais o Clube Cearense.
O serviço foi contratado pelo presidente José Bento da Cunha Figueiredo em janeiro de 1864 com Joaquim da Cunha Freire e seu sócio Thomás Rich Brandt, os quais transferiram o privilégio à companhia inglesa Ceará Gás Company Limited.
As obras tiveram início em dezembro de 1866, no terreno adjacente à Santa Casa de Misericórdia, que foi cedida para esse fim por ordem da presidência em ofício de novembro do mesmo ano.
A Santa Casa cedeu a área para instalação do Gasômetro por imposição do governo (arquivo Nirez)

Pelos decretos n° 1573 de 10 de junho de 1868 e 1686, de 28 de agosto de 1869, o governo isentou os direitos de importação do material para o serviço dessa empresa.
A Ceará Gás instalou 1607 combustores, fincados no solo à beira dos passeios, com mangas de vidro pequenas, simples, em forma de campânula, e pela proximidade entre eles (cerca de 30 metros), a intensidade de luz correspondia a um foco de 10 velas estearinas.


Os combustores eram implantados no mesmo lado da rua, distando cerca de 30 metros um do outro a uma altura de 2,40 metros. Esse que aparece na foto ficava na esquina da Rua Barão do Rio Branco com a Guilherme Rocha (arquivo Nirez)

Já em agosto de 1893, deveria começar a iluminação à luz elétrica em estabelecimentos particulares e residências, por força do contrato celebrado pela câmara municipal com Pamplona, Irmão e Cia., o que não se concretizou. A distribuição da energia elétrica só seria iniciada em 1913, beneficiando somente as propriedades particulares, continuando a iluminação das ruas e praças a cargo da Ceará Gás Co. Ltd.  Que mais tarde teve seu contrato rescindido , transferindo-se o serviço para a Ceará Tramway Light and Power Co., cujo contrato foi por sua vez rescindido em 1934.
Já em 10 de outubro de 1933 foram instaladas, a título de experiência, quatro lâmpadas de cem velas na Rua Formosa, entre a Municipal e a das Hortas; e por fim, em 08 de dezembro de 1934, inaugurou-se a iluminação geral, começando-se com a colocação de algumas lâmpadas na Praça do Ferreira.


A iluminação pública movida a energia elétrica, começou com a colocação de algumas lâmpadas na Praça do Ferreira (foto acervo Marciano Lopes)

Na gestão do prefeito Paulo Cabral de Araújo (1951-1955) foi construída, com o potencial de 12,500 kw, uma usina localizada nas proximidades do farol do Mucuripe, cujo início de operações ocorreu em março de 1955. Constituíra para tanto, em fins do ano anterior, a autarquia Municipal Serviço de Luz e Força de Fortaleza (SERVILUZ) à qual foi constituída pela Companhia Nordeste de Eletrificação de Fortaleza (CONEFOR), criada a 1° de abril de 1962, atuando somente em Fortaleza, pois já existiam outras empresas instaladas no interior do Estado.
Em 30 de agosto de 1971 foi criada a Companhia de Eletricidade do Ceará – COELCE, autorizada a funcionar pelo Decreto federal de 5 de novembro do mesmo ano, fornecedora da energia de Paulo Afonso em todo o Estado do Ceará. 

fontes:
Fortaleza Velha, de João Nogueira
Descrição da Cidade de Fortaleza, de Antônio Bezerra de Menezes - introdução e notas de Raimundo Girão 

Nenhum comentário: