terça-feira, 29 de junho de 2010

A Visita do Papa João Paulo II à Fortaleza

Karol Wojtyla, o Papa João Paulo II (foto reprodução)

Em 1980 a Igreja Católica não tinha a concorrência das igrejas evangélicas que hoje pululam no país, e reinava absoluta no seio da população daquela que é considerada a maior Nação católica do mundo, o Brasil; também não era de conhecimento público a nefasta atuação de bastidores dos padres-pedófilos, que envolveu a igreja católica num escândalo sem precedentes e comprometeu a imagem do clero como um todo.
Foi nesse contexto de harmonia e unidade religiosa que, pela primeira vez, o Brasil recebeu a visita de um Papa, autoridade máxima na hierarquia da Igreja Católica Apostólica Romana, e chefe de Estado da Cidade do Vaticano.
O primeiro papa a visitar o país foi João Paulo II, com apenas dois anos de pontificado. Sua presença levou uma multidão de 4,5 milhões de católicos e não católicos às ruas e agitou o Brasil de norte a sul.
O papa desembarcou em 30 de junho de 1980, na Base Aérea de Brasília, onde realizou o gesto que se tornaria sua marca registrada, ao ajoelhar-se e beijar o chão, saudando a terra que acabava de pisar. Até 11 de julho, quando embarcou de volta ao Vaticano, passou por diversas capitais brasileiras como Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Manaus, Recife, Salvador, Belém, Teresina e Fortaleza além da cidade de Aparecida, em São Paulo.

Estádio do Castelão, em 1980, no dia da visita do Papa (foto Jornal O Povo)

No dia 09 de julho, o Papa João Paulo II chegou a Fortaleza, que naquela ocasião sediava o X Congresso Eucarístico Nacional. Estima-se que 120 mil pessoas compareceram ao Estádio Castelão, onde o Papa celebrou uma missa em companhia do cardeal-arcebispo de Fortaleza, D. Aloísio Lorscheider.  
Enquanto durou a visita, o país funcionou à base de pontos facultativos nas repartições públicas e horários reduzidos nos bancos e no comércio; as escolas decretaram feriado, e multidões foram às ruas saudar o ilustre visitante.
Essa visita do Papa foi uma das maiores movimentações populares já registradas no país. O Papa João Paulo II revelou-se uma figura carismática, que conquistou a simpatia e o coração de milhares de brasileiros. 

Um comentário:

Lena Pereira Aguiar.. leninha aguiar... disse...

E eu estive lá nesse dia com o grupo de Jovens São PioX O QUAL NOS REPRESENTAVAMOS NOSSO BAIRRO E PAROQUIA...
Na ocasião eu ainda não tinha conhecimento profundo sobre a vida de Cristo por isso estava lá...