sábado, 21 de dezembro de 2013

Estátuas e bustos: Quem foram essas pessoas?


 estátua da escritora Rachel de Queiroz, inaugurada em 2005 na Praça General Tibúrcio

As praças de Fortaleza estão repletas de estátuas e bustos de personalidades que ajudaram a escrever a história da cidade. Desde a estátua do General Tibúrcio, a primeira da cidade, inaugurada nos idos de 1888  até os dias atuais, muitos foram os homenageados, eternizados em bronze ou outros materiais, que foram parar em espaços públicos. O curioso é que, a  maioria absoluta da população não faz a mínima ideia de quem foram, o que fizeram e nem porque mereceram serem perpetuados e virarem estátuas nos logradouros de Fortaleza. 

   Na Praça General Tibúrcio (Praça dos Leões)

A estátua do General Tibúrcio, na praça homônima, também conhecida como Praça dos Leões, no centro, foi a primeira de Fortaleza, erigida em 1888. Em 11 de agosto de 1952, os restos mortais do general Antonio Tibúrcio Ferreira de Sousa, foram transferidos do Cemitério São João Batista para a cripta construída no pedestal de sua estátua. O General Tibúrcio foi um herói na guerra contra o Paraguai.  

na Praça do Cristo Redentor
 busto do padre Guilherme Wassen, que fundou o Círculo Operário

O Teatro São José foi criado em 1914, como alternativa de lazer cultural para trabalhadores que não tinham acesso ao luxuoso Teatro José de Alencar, inaugurado em 1910. Num terreno baldio ao lado da Igreja da Prainha, o padre alemão (ou holandês) Guilherme Wassen, identificado com o movimento dos trabalhadores cristãos, deu início à obra com a ajuda voluntária de operários. Em um galpão com coberta de zinco eram apresentadas peças, sessões de cinema, dramas e jogos visando angariar verbas para a obra. Lá na Praça do Cristo Redentor, bem em frente ao teatro, encontra-se o busto do Padre Guilherme Vaessen,  que fundou o primeiro Círculo Operário. Bastante desgastado, o busto não traz nenhuma identificação de quem seja o homenageado.

No Passeio Público (Praça dos Mártires)
 busto do Dr. José Frota, homenageado pela Santa Casa de Misericórdia. O médico José Frota exerceu a medicina durante mais de cinquenta anos, como clínico geral, ginecologista, obstetra e cirurgião prestando valiosos e humanitários serviços à população pobre. 
 
 busto do oftalmologista José Cardoso Moura Brasil, colocado na praça do Passeio Público como uma homenagem do Centro Médico Cearense no dia do centenário do seu nascimento.

 busto de Delmiro Gouveia, sem placas de identificação

Passeio Público –  o logradouro que conta com várias esculturas, réplicas de estátuas de deuses mitológicos, acolhe ainda bustos e homenagens a nativos, como  o do Dr. José Frota,  homenagem da Santa Casa de Misericórdia ao seu diretor; o do oftalmologista cearense, José Cardoso de Moura Brasil, que de depois de um período de especialização em oftalmologia na Europa, retornou ao Ceará, e prestou relevantes serviços à população pobre, com consultas grátis; e o de Delmiro Gouveia, um dos pioneiros da industrialização do país, e do aproveitamento do seu potencial hidrelétrico, tendo construído a segunda usina hidrelétrica do Brasil.

Na Praça da Sé (Praça Caio Prado)

A estátua de D. Pedro II, segundo e último imperador do Brasil, que  governou o país durante 58 anos,  representa o monarca de pé, em traje de almirante, tendo a mão esquerda apoiada sobre o punho da espada. À  frente do monumento, abaixo da coroa imperial esculpida em bronze, há uma placa da Associação dos Jornalistas Cearenses, dedicada a Dom Pedro II. A escultura foi  inaugurada em 07 de setembro de 1913, numa iniciativa da Associação dos Jornalistas Cearenses. A estátua, feita de bronze, é um trabalho do escultor Augusto Maillard, e foi a terceira a ser inaugurada em Fortaleza. 

na praça do radioamador no bairro de Fátima

Praça do Radioamador Teobaldo Scerni, na Avenida 13 de Maio, bairro de Fátima com o busto do homenageado.  A praça foi inaugurada em 22 de outubro de 1961. Apenas em fevereiro de 1963, é que foram postas as placas , evento que contou com a presença do  Prefeito Murilo Borges Moreira e Banda de Música do 23ºBC. Hoje não tem mais placas e o busto não nenhuma identificação. 

na Praça da Bandeira (Praça do Cristo Rei )

Na Praça da Bandeira, está o busto do Duque de Caxias foi inaugurado em 25 de agosto de 1947, na administração do prefeito José Leite Maranhão (1947-1948). Luis Alves de Lima e Silva, militar fluminense que chefiou as forças brasileiras na Guerra do Paraguai e recebeu do imperador dom Pedro II o maior título de nobreza dado a um brasileiro. É o patrono do Exército Brasileiro.

Em frente ao Quartel da 10a. Região Militar  

A estátua do general Sampaio foi inaugurada no dia 24 de maio de 1900 na Praça Castro Carreira(também conhecida por Praça da estação), em frente a Estação Central da Estrada de Ferro. Foi a 2ª a ser inaugurada em Fortaleza. Foi transferida para a Avenida Bezerra de Menezes em frente ao antigo CPOR em 24 de maio de 1966, ocasião em que a coluna que lhe servia de base foi destruída.
Em 1981 foi novamente transferida, desta vez para a pracinha na Avenida 13 de Maio em frente ao 23° BC e, em 1996 por iniciativa do Instituto do Ceará, foi levada para os jardins do quartel da 10ª. RM onde ainda se encontra.
 

2 comentários:

roberto disse...

gostei muito da praca dos leoes :D

Fátima Garcia disse...

acho a praça dos leões um lugar interessante, Roberto, só acho que podia ser mais bem cuidada.
abs