segunda-feira, 18 de março de 2013

Prédio da Escola Jesus Maria José



A construção do prédio foi iniciada em 14 de setembro de 1902, sendo inaugurado em 22 de janeiro de 1905, numa iniciativa do bispo de Fortaleza Dom Joaquim José Vieira, para abrigar a Escola Jesus Maria José, para meninos pobres.  A administração ficou a cargo das irmãs Vicentinas do Colégio da imaculada Conceição, auxiliadas por órfãs. Tinha capacidade para 350 alunos, e inicialmente foram matriculados entre 250 e 300 alunos, em 1906. A  construção foi administrada pelo Monsenhor Vicente Pinto Teixeira.

Abandonado, o prédio tem suas estruturas comprometidas, tanto que amarrações de madeiras foram instaladas na  Rua Coronel Ferraz. 

O prédio, de propriedade da Arquidiocese de Fortaleza,  abrigou uma loja de máquinas agrícolas, os estúdios da Rádio Assunção e a Casa Paroquial da Catedral da Sé. Em 1979 abrigava os cursilhos e o secretariado da Arquidiocese; em novembro recebeu provisoriamente parte do Fórum Autran Nunes, e também foi sede do Jornal O Nordeste.


A partir de 1980 abrigou a Escola Nossa Senhora Aparecida, fundada em 1963, que promovia a qualificação de empregados domésticos.  A Escola passou a funcionar no salão paroquial e passou a ser administrada pela Paróquia da Catedral de Fortaleza.
O prédio, é tombado, mas nunca foi recuperado.  Quando o imóvel tombado é de propriedade privada, como é o caso da escola, não é papel da Prefeitura de Fortaleza recuperá-lo e sim do proprietário, de acordo com informações da Coordenação de Patrimônio Histórico da Secultfor.



O prédio da antiga Escola,  exemplo da arquitetura eclética tão em voga em fins do século XIX e início do século XX, aguarda até hoje providências de restauro, cujo processo anda a passos lentos. Enquanto isso, o teto do imóvel caiu e as paredes estão ancoradas por estacas. O prédio é um exemplo do descaso.


o Imóvel foi cedido à Prefeitura em regime de comodato por meio de acordo, firmado em 2008, pelo qual a prefeitura se prontificava a restaurá-lo e mantê-lo por 20 anos. Quando de seu tombamento, em 2006, a expectativa era de que a obra de restauro do prédio começasse ainda em 2007. Fica na Rua Coronel Ferraz, n° 120.


Fontes:
Caminhando por Fortaleza, de Francisco Benedito
jornal Diário do Nordeste
fotos de Ricardo Vianna em março de 2013

3 comentários:

Juci Rocha disse...

Por favor não deixem esse prédio se acabar... Ele faz parte de nossa história... Onde estão as autoridades competentes de Fortaleza, que não tomam nenhuma providência?

Fátima Garcia disse...

As autoridades de Fortaleza não são competentes, Juci Rocha

Unknown disse...

Estudei neste prédio, na escola nossa senhora Aparecida. Um predio cheio e rico em sua contração maravilhosa. Poderia ser um lindo Museu. Espero que não deixe este predio ir ao chão.