quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Tombamentos Municipais 2/2


Aprovados na gestão Luizianne Lins em caráter provisório
 (7 imóveis e 1 pavimentação)

Ideal Club

Situado inicialmente no bairro Damas, localização privilegiada na época, o Ideal Clube, primeiro equipamento do gênero a se localizar longe do perímetro urbano, ou seja, no aconchegante e arrojado sítio de Luiz Gonzaga Flávio da Silva, corroborava os anseios da burguesia local. O Ideal Clube construiu uma segunda sede, em 1932, na Praia de Iracema, na Rua dos Tabajaras, continuando a funcionar a filial das Damas para os grandes eventos. No entanto, “a partir de 1935, com a inauguração do restaurante, a sede Iracema vai-se firmando cada vez mais como local de preferência, sendo assumida de forma definitiva”. E entre 1940 e 1946, a sede da Praia de Iracema passa a ser gradualmente substituída por outra com melhores instalações na Avenida Monsenhor Tabosa, nº 1331, Bairro Meireles (endereço atual) – o que só ocorrerá efetivamente em 1960 - , deixando em segundo plano o ingresso à praia, como era de bom tom, no intuito de oferecer mais conforto e sofisticação aos associados. O imóvel possui característica do “estilo Missões”, uma vertente da arquitetura neo-colonial. Endereço: localizado á Av. Monsenhor Tabosa, nº 1331 – Meireles - Decreto Municipal 11.959 de 11 de janeiro de 2006


Colégio Doroteias 

Endereço: Av. Visconde do Rio Branco, nº  2078 -  Joaquim  Távora. Decreto Municipal 11.966 de 11 de janeiro de 2006. 
O Colégio Doroteias foi fundado no ano de 1915, a convite do 1º Arcebispo Metropolitano de Fortaleza, D. Manuel da Silva Gomes, e dirigido pelas irmãs da Congregação de Santa Doroteia. Foi construído de acordo com quatro referenciais importantes, naquela época, para a educação da elite feminina do Ceará: os ideais católicos; os pressupostos patrióticos baseados na República recém-instaurada; preparação para o casamento, à família e o lar e, por fim, estava condizente com o bem-estar saudável e civilizador oferecido pela arquitetura monumental do prédio que se estabelecera. A Capela existente foi construída alguns anos mais tarde, em 1940. O Colégio encerrou as atividades no início dos anos 2000, e atualmente o prédio abriga cursos de nível superior do Grupo Mauricio de Nassau.


Náutico Atlético Cearense

O Náutico Atlético Cearense, fundado em julho de 1929, com instalações simples – duas guaritas de madeira - em terreno alugado na Praia Formosa (área correspondente a ENCETUR e a Estação Ferroviária, centro de Fortaleza) foi uma agremiação criada, a princípio, para a prática de esportes náuticos. Constituiu-se num dos mais conhecidos cartões postais do Ceará, nos anos 1960, após construção de sua sede no bairro Meireles. A sede no bairro Meireles foi construída a partir de 1948 e inaugurada em 1952, projeto do arquiteto Emilio Hinko. Atualmente a sede do Náutico vive grande polêmica em razão da descaracterização da área, com a provável construção de torres empresariais dentro do terreno do clube. 
Endereço: Av. Abolição, nº 2727 – Meireles - Decreto Municipal 11.957 de 11 de janeiro de 2006.

 IMPARH
(imagem Google) 

O imóvel onde foi instalado o IMPARH é uma antiga edificação residencial, espécie de chácara, construída provavelmente na primeira metade do século XX, que pertenceu ao Dr. Manoel Sátiro, Deputado Constituinte Estadual entre 1934-1937 e falecido em 1945.
Em 1973 a Prefeitura de Fortaleza adquiriu o imóvel para abrigar a Fundação Educacional de Fortaleza (FUNEFOR), posteriormente a Fundação de Desenvolvimento de Pessoal (FUNDESP), entidades extintas, e o IMPARH, instituição ainda em exercício, que atua a partir das demandas e ações de três departamentos: o de pesquisas e projetos estratégicos; recursos humanos; e cursos e eventos, visando alcançar melhor capacitação gerencial do município de Fortaleza. 
Endereço: Av. João Pessoa, nº 5609 – Damas- Decreto Municipal 11.969 de 11 de janeiro de 2006 - Processo 21/2006

Santa Casa de Misericórdia 

O Local para instalação do Hospital da Caridade – o primeiro hospital de Fortaleza –  foi escolhido em 1847, na gestão do presidente da província Inácio Correa de Vasconcelos (1844-1847). Foi concluído em 1857 e posto em funcionamento com alguns índios enfermos, mas por falta de condições foi fechado pelo então presidente Dr. João Silveira de Sousa (1857-1859). Em 1860 foi criada a irmandade da Misericórdia para administrar o hospital, que a partir de sua instalação em 1861, passou a ser chamado de Santa Casa de Misericórdia. Em 1922 foram iniciadas as obras de reformas do prédio que passou a contar com dois pavimentos. 
Endereço: Rua Barão do Rio Branco, nº 20 – Centro - Decreto Municipal 11.970 de 11 de janeiro de 2006.


Pavimentação da Rua José Avelino

Segundo estudos do arquiteto Liberal de Castro para abertura do processo de tombamento do calçamento da antiga Rua do Chafariz, hoje denominada Rua José Avelino, em homenagem a José Avelino Gurgel do Amaral (1843-1901), advogado, jornalista e deputado, a cidade de Fortaleza, construída sobre imenso areal cercando pântanos, sempre apresentou muitas dificuldades à mobilidade urbana, seja de pessoas, animais e/ou veículos. A pavimentação reivindicada desde o século XVIII, só foi atendida na segunda metade do XIX, e num momento de crise, quando se foram realizadas algumas obras públicas para aproveitar a mão de obra de sertanejos que migraram para a cidade por ocasião da seca de 1877. As pedras da pavimentação, nesse período, vinham da pedreira do Mucuripe. No início do século XX, esta pavimentação foi ampliada e adaptada para receber os trilhos dos bondes da Light. A criação de uma linha de “auto-bonde” gerou muitos conflitos entre as empresas Light e Pedreira, levando inclusive a acontecer conflitos de rua. A pavimentação das ruas se foi uma exigência do passado, a instalação dos bondes foi um marco na modernização da cidade. Como se pode constatar “as pedras” da Rua José Avelino, mais do que pedras são vestígios materiais e signo dos movimentos das pessoas que fizeram e fazem a cidade de Fortaleza. Endereço: Rua José Avelino – Centro - Processo Nº 50524/08.


Igreja de São Pedro dos Pescadores 

A Capela de São Pedro dos pescadores, antes rodeada de um vasto areal de coqueiros, com o tempo foi sendo envolvida ao longo dos anos pelos efeitos da urbanização da área, e acabou confinada num espaço reduzido, mas permaneceu como lugar por excelência de encontro da comunidade do Mucuripe, hoje, bem mais diversificada e socialmente desigual do que foi no passado. Como podemos constatar, havia um constante interesse pela área do Mucuripe, considerada estratégica para o desenvolvimento da cidade. E este interesse não era somente econômico e político-administrativo. A construção da Igreja, iniciada em 1852 num lugarejo com alguns poucos barracos de palha que abrigavam famílias de pescadores, muito provavelmente constitui-se, por muitas décadas, a única instituição existente no lugar, que pudesse indicar a presença de uma autoridade, uma vez que é somente nas primeiras décadas do século XX que o poder público se faz presente com a criação da Colônia Z-8, que organiza e demarca a área de atuação dos pescadores. - Endereço: Av. Beira Mar, s/n – Mucuripe - Processo Nº 011/08 


Casa do Português 

A Vila Santo Antônio ou Casa do Português é uma antiga residência da família do comerciante português José Maria Cardoso, inaugurada dia 13 de junho de 1953. Imóvel todo em concreto armado, com três andares e subida de carro até o teto, caracterizando-se pela arquitetura residencial pouco convencional sendo, portanto, inovadora para os padrões sociais, arquitetônicos e urbanísticos da capital cearense à época.
Ao longo da década de 1960, a família de José Maria Cardoso passa a ocupar apenas um dos pavimentos da casa (especialmente a partir de 1966, quando Cardoso falece), alugando os demais pisos para a Boate Portuguesa, entre 1962 e 1968, do empresário Paulo de Tarso; para Associação Nordestina de Crédito e Assistência Rural (ANCAR) e para a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceara (EMATER/CE) , que realizou uma série de transformações, adaptações na estrutura interna da casa, resguardando os aspectos originais de sua parte externa. Atualmente a referida Casa é de propriedade privada, e nela residem algumas famílias. Endereço: Av. João Pessoa, 5094, Bairro Damas - Decreto Municipal 11.964 de 11 de janeiro de 2006 - Processo: 16/2006

Antiga Sede do Sport Club Maguary

O Maguary Esporte Clube foi fundado em 24 de junho de 1924, numa iniciativa dos irmãos José, Raimundo e João Freitas Barbosa e por Armando Guilherme da Silva e Hugo Sanders. Sua primeira sede ficava localizada no bairro do Alagadiço (atual São Gerardo), na Rua Bezerra de Menezes nº 25. A segunda era situada no então aristocrático bairro do Benfica, na Avenida Visconde de Cauípe, nº 2081, hoje avenida da Universidade. Posteriormente, um grupo de amigos, transformaram o antigo clube numa agremiação elegante, com sua nova e terceira sede social inaugurada em 20 de abril de 1946, em um amplo terreno, no número 2955 da rua Barão do Rio Branco, imóvel situado entre as ruas Padre Roma e Deputado João Pontes, no bairro de Fátima. Em 14 de agosto de 1975, o clube encerrou suas atividades e sua sede foi vendida para a Coelce, que a ocupa até os dias atuais. 
Endereço: Rua Barão do Rio Branco, nº 2955 – Fátima - Processo Nº 64038/2009

Farmácia Oswaldo Cruz 

A farmácia foi fundada em 1934 e até início dos anos 50 pertenceu ao médico Benjamin Hortêncio de Medeiros, clínico geral, com consultório montado nos altos da farmácia, onde também atendia o Dr. Ciro Leal. Fornecia artigos farmacêuticos de ótima procedência, trabalhava com a fabricação de remédios, inclusive as pílulas de matos – como concessionária da Farmácia de Joaquim e Alencar Matos. Em 1950 foi comprada pelo atual proprietário Edgar Rodrigues. Além da venda de medicamentos, produtos químicos e homeopatia, possui um ambulatório. O prédio construído em 1927 por Plácido de Carvalho é um exemplo de arquitetura eclética. Endereço: Rua Major Facundo, nº 576 – Centro - Processo Nº 126187/2011

Aguardando Instrução do processo para tombamento definitivo


 Escola de Música Luís Assunção 

Localizada à Rua Solon Pinheiro, nº 60 – Centro - Decreto Municipal 11.961 de 11 de janeiro de 2006.
O casarão foi construído em 1875 e está com tombamento provisório feito, através do decreto número 11.961, de 2006, pela Prefeitura de Fortaleza. Em setembro, o palacete completou 63 anos de portas abertas para a música. (desde 17 de setembro de 1950).  Bons tempos em que recebia a fina flor da burguesia fortalezense para celebrar a criação da Sociedade Musical Henrique Jorge, cuja finalidade principal era manter a primeira Orquestra Sinfônica do Ceará.

Bar Avião 

Foi no início dos anos 40, no período da guerra, por ocasião da transferência do campo de pouso do Pici para o Cocorote que, Antônio de Paulo Lemos, inspirado pela presença constante de aeronaves entre a Base do Pici e do Cocorote, teve a ideia de construir, em frente ao Asilo (Hospital São Vicente de Paulo), início da Rua 15 de Novembro, uma caixa d’água no formato de um avião bimotor, o que deu origem ao famoso Bar Avião, que foi ponto de encontros e hoje é referência entre Montese e Parangaba. A edificação, de essência arquitetônica pitoresca, compõe-se de um volume térreo maciço. Seu principal apelo consiste na cobertura, uma laje de concreto, a qual suporta uma estrutura em forma de aeronave, executada com o mesmo material. A estrutura passou por uma reforma em meados de 2014, mas permanece sem uso. Decreto Municipal 11.967 de 11 de janeiro de 2006 Endereço: Rua 15 de novembro, nº 09 – Parangaba.

Edifício Philomeno Gomes (Lord Hotel)
  
O Lord Hotel foi fundado em 1956, pela família Philomeno Gomes, num prédio de 8 andares, com cerca de 120 apartamentos e, por isso, é considerado um exemplar da arquitetura moderna cearense, fruto dos negócios do industrial Pedro Philomeno Gomes.O referido hotel logo entrou na lista dos melhores de Fortaleza, tendo sido arrendado a um casal de suíços até 1959. Hospedou personalidades e artistas ilustres, nas décadas de 1960-1970. Em 1992 é desativado, transformando-se em residência-hotel. Posteriormente torna-se pousada, abriga lojas comerciais e condomínio de apartamentos. Mais tarde foi desapropriado e atualmente passa por um processo de restauração. 
Endereço: Rua Liberato Barroso,  nº 555 – Centro- Decreto Municipal 11.968 de 11 de janeiro de 2006 - Processo 20/2006

Edifício São Pedro (Iracema Plaza Hotel)

Endereço: Rua dos Ararius, nº 09 - Praia Iracema. Decreto Municipal 11.960 de 11 de janeiro de 2006 - Processo 12/2006. 
O Edifício São Pedro foi a 1ª. edificação da Praia de Iracema com mais de 2 andares, com fachada inspirada em hotéis de Miami. No térreo funcionou o restaurante Panela, um dos mais sofisticados de sua época. O edifício não foi concebido para abrigar um hotel, a transformação decorreu de um encontro realizado em Fortaleza, promovido pela junta comercial, que não contava com uma rede hoteleira capaz de atender as necessidades. A pedido do governador Paulo Sarasate, o prédio foi transformado em hotel assim funcionou parcialmente. O Iracema Plaza Foi o primeiro hotel construído na Praia de Iracema numa época em que os hotéis eram no centro.
O hotel foi desativado na década de 1970, encerrando um ciclo de luxo e requinte nos tempos áureos da Praia de Iracema. Depois que o hotel fechou, os apartamentos foram alugados e no térreo foi ocupado por vários comércios. Situação atual: o edifício São Pedro está altamente deteriorado, necessitando de restauração. Está parcialmente ocupado por proprietários dos apartamentos. 
 
Casa da Câmara da Villa de Arronches e Intendência Municipal da Villa de Porangaba 

Na casa construída pelos índios da Aldeia Porangaba, sob trabalho forçado, provavelmente entre o fim do século XVII e primeira metade do século XVIII, funcionou a Câmara e Cadeia entre 1759-1835.  De 1889 até 1924, instalou-se nesse prédio a Intendência da Villa de Porangaba  que, ano seguinte, institui-se legalmente como Prefeitura e Subprefeitura responsável pelo distrito de Parangaba, condição administrativa abolida em 1987. A casa, com status imponente, simboliza o contexto histórico de efetivação dos poderes locais (da Capitania do Siará- Século XVIII/da Província do Ceará –Século XIX). 
Endereço: Avenida Carlos Amora, s/n - Parangaba. Decreto Municipal 12.098 de 21 de setembro de 2006  - Processo 430/2006

 Casa Frei Tito de Alencar 
(imagem do Google)

O tombamento do imóvel onde viveu o cearense Frei Tito de Alencar Lima, foi uma maneira de mostrar respeito à memória do religioso, conhecido por lutar durante o período da Ditadura Militar, pelo retorno da democracia no Brasil. Naquela época, Frei Tito foi submetido aos mais variados tipos de tortura física e psicológica.
Endereço: Rua Rodrigues Junior, nº 364 – Centro - Decreto Municipal 12843 de 22 de julho de 2011 - Processo 90594/2011  

fontes:
http://portal.iphan.gov.br
fotos do arquivo Nirez, IBGE e Fortaleza em Fotos 

Um comentário:

Charles Barros disse...

Como pode ser tombado um imóvel (Casa da Câmara da Vila doa Arronches), que nem existe mais ? Pois moro perto de lá e como vemos na foto, só existe uma parede em totais ruínas.