quinta-feira, 31 de julho de 2014

A Influência dos Estádios de Futebol

video

Quando o Estádio Presidente Vargas foi inaugurado em 1941, era chamado de Estádio Municipal, e podia receber cerca de 6,5% da população de Fortaleza, ou seja, 12 mil dos 182 mil habitantes.
Quando surgiu em 1973, o Castelão era capaz de reunir uma percentagem um pouco menor da população: 5,8%, pois o estádio tinha capacidade para 70 mil lugares, enquanto 1,2 milhões de pessoas já moravam em Fortaleza. As duas construções consideradas monumentais para o porte da capital cearense ao seu tempo, impressionaram muita gente. Tanto que para alguns memorialistas, os dois estádios causaram uma intervenção urbana sentida até os dias de hoje.

Estádio Presidente Vargas na década de 40 (Arquivo Nirez)

O bairro em que  foi construído o Estádio Plácido Aderaldo Castelo – Castelão, recebeu também o nome de Castelão. Com a sua inauguração, apareceu toda uma comunidade no entorno, formada por gente que de alguma maneira tentava sobreviver com a maior exposição daquela área, de acordo com o pesquisador Cristiano Câmara.
Antes da construção do estádio, cujas obras duraram quatro anos, a região se chamava Boa Vista, mas também era conhecida pelo nome original, Mata-Galinha.

 Castelão no dia da inauguração (postal da época)

O terreno de 25 hectares (500x500 metros) em que foi erguido foi desapropriado da Santa Casa de Misericórdia pelo Governo do Estado. A construção no local rendeu muita polêmica na época, já que ficava muito distante do centro. Pelo esforço empreendido pelo governador Plácido Castelo (1966-1971), o estádio recebeu seu nome.
Há quem discorde, no entanto, que o surgimento de estádios tenha causado alguma influência na formação urbana de Fortaleza. Para o professor Liberal de Castro, a única coisa que o Castelão fez foi acelerar a construção e a pavimentação de vias que dão acesso ao estádio, como as Avenidas Silas Munguba (antiga Dedé Brasil), Paulino Rocha e Alberto Craveiro.


Extraído da Revista Fortaleza, fascículo 8, de maio de 2006

Nenhum comentário: