sexta-feira, 24 de junho de 2016

Bairro Jóquei Clube

O bairro hoje conhecido por Jóquei Clube, era chamado de São Cristóvão, até a segunda metade dos anos 40. De acordo com o Guia Turístico da Cidade, de 1961, o bairro São Cristóvão, localizado na jurisdição do Distrito da Parangaba, limitava-se ao Norte pela Avenida Carneiro de Mendonça; a Leste pela Rua Augusto dos Anjos e sua continuação; ao Sul e a Oeste pela Estrada do Pici.

A Casa do Sítio Glück-Auf

No local, por volta de 1800, foram localizados resquícios de um cemitério indígena, de etnias que habitaram aquela área. Naquelas terras morava um certo Nestor Cabral, proprietário de um grande sítio que acabou hipotecado por seu filho Laurindo. O sítio foi adquirido pelo alemão Franz Wierzbick, que chegara ao Brasil em 1930, e se instalara na vizinhança, no Sitio São Pedro. Ao tomar conhecimento da hipoteca, resolveu assumi-la, tornando-se proprietário do sítio de Nestor Cabral. 

Casal Franz Wierzbick e Margarida Hedwig, Margarida com seus netos e assinando a venda das terras do sítio

Franz Wierzbick contraiu núpcias com Margarida Hedwig com quem teve quatro filhos: Erika, Geraldo, Heinz e Gunther. Durante a Segunda Guerra, a exemplo do que ocorreu com muitos estrangeiros residentes em Fortaleza, o alemão Franz foi hostilizado e pressionado por militares. Assim vendeu parte de suas terras onde em 1947, viria a se instalar o Jockey Clube Cearense, com o hipódromo Stênio Gomes da Silva. 

Quando foram iniciados os serviços de terraplenagem do terreno do futuro hipódromo, os trabalhadores se depararam com várias botijas com utensílios dos índios que viveram no local; (de acordo com a tradição indígena, os utensílios eram enterrados com os corpos dos donos). Em Fortaleza, espalhou-se a notícia de que havia sido encontrada uma espécie de tesouro. O resultado foi uma grande correria ao local. 

A instalação do Jockey Clube Cearense acabou transformando o então São Cristóvão em Bairro Jóquei Clube, que ganhou a denominação em 1947. 

Franz Wierzbick faleceu em 10 de outubro de 1953, e após a conclusão do seu inventário em 1955, sua mulher e filhos lotearam as terras e passaram a negociá-las. O parcelamento do sítio Glück-Auf, traduzido como “Feliz Regresso”, e a instalação do Jockey Clube valorizou a área e propiciou o rápido crescimento da região com a chegada de novos moradores, a abertura de ruas e avenidas e a instalação de outros equipamentos como o Campo do Fortaleza.


O Jockey Clube Cearense, o primeiro do Nordeste, ficou no bairro até 2008, quando se mudou para o município de Aquiraz.  A antiga sede foi vendida e o terreno deu lugar a novos empreendimentos, como o Hospital de Mulher, o North Shopping Jockey e diversos condomínios de apartamento, chamados de Jockey Ville.

O Ecopoint, uma espécie de parque urbano localizado Avenida Senador Fernandes Távora, é uma área remanescente do sitio que deu origem ao bairro. Espaço de lazer e diversão o Ecopoint conta com boa infraestrutura, zoológico, piscina, e brinquedos para crianças, como tirolesa e arvorismo. 

ecopoint (imagem: Fortaleza em Fotos)

A concepção do Ecopoint contou com a participação do Instituto Homem Terra, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Zoológico Sargento Prata. A iniciativa é inédita no Ceará. Um convênio com a Prefeitura permite às escolas municipais a visitação ao local. Quase que diariamente, grupos de 40 alunos se encantam com esse pedaço da Natureza. 

Faz parte do guia de conteúdo do parque entre outros temas, a educação ambiental, ecossistemas, reino animal, lixo e reciclagem, cidadania e outros assuntos ligados à qualidade de vida.


vistas do bairro a partir do North Shopping

Limites:  O Jóquei Clube limita-se com os bairros João XXIII, Henrique Jorge, Pici, Demócrito Rocha, Parangaba e Bom Sucesso.
Segundo dados do IBGE (Censo 2010) o bairro conta com 19.331 moradores em 5.670 domicílios.


fontes: 
Guia Turístico de Fortaleza - Prefeitura Municipal de Fortaleza - 1961
Painel de textos expostos nas dependências do North Shopping Jockey
sites diversos: Wikipédia, Tribuna do Ceará, Diário do Nordeste, O Povo
fotos: jockey clube, north shopping e Fortaleza em Fotos


3 comentários:

Cogitare Epstemologia disse...

Fiquei na dúvida se o que era o antigo jóquei clube era de fato o cemitério indígena.

J. Terto de Amorim Terto de Amorim disse...

Super interessante. Pena que tenha uma foto da pista do Jockey Club no Aquiraz.

J. Terto de Amorim Terto de Amorim disse...

A área ao redor do Jockey Club era indígena sim. Existe até um registro de 1639 que mostra um caminho passando nessa área http://images.memorix.nl/naa/thumb/1280x1280/f26c73fd-318d-1577-1fc1-ee729e35b516.jpg